bio

Raquel.jpg

Raquel Freire nasceu no Porto e é filha da revolução de Abril.

É cineasta, escritora, argumentista, produtora, cidadã e mãe. Estudou Direito
e História e Estética do Cinema e História e Estética do Cinema Português na
Universidade de Coimbra.

 

Os filmes “Rio Vermelho”, “Rasganço”, “Veneno
Cura”, “SOS”, “Esta é a minha cara: criadores de teatro”, “L’Academie”,
“Dreamocracy” estrearam em competição em Festivais Internacionais Cinema
como Veneza, Turim, São Paulo, Montreal, Gwanju, Leeds, Seul, Clermont-
Ferrand, Quénia, Vila do Conde, Porto PosDoc, Sweden Film Festival, entre
outros; nas salas de cinema e nas televisões em Portugal e em França;
esgotaram em dvd. Foi distinguida no Festival de Cannes pela European Film
Foundation como jovem produtora europeia. Estreou-se na encenação com o
espectáculo NóSOUTRXS, do qual foi criadora e intérprete no Teatro
Municipal São Luiz.

 

Os seus livros TRANSIBERICLOVE e ULISSEIA foram
publicados em português em 2014, 2016 e AZUL ESCURO em alemão em
2017 na Feira Internacional do Livro de Frankfurt.
É professora convidada de várias universidades portuguesas e estrangeiras
nas áreas de cinema, interpretação para a câmara, realização, estudos de
género, arte e ciência política.


Foi artista convidada do Projecto ALICE /CES /Universidade Coimbra,
realizou “Pela mão de Alice”, documentário sobre Boaventura de Sousa
Santos que estreou em Festivais em 2018. Estreou o filme/espectáculo
“Happy Island”, com La Ribot e Dançando com a Diferença no Festival de
Geneve, 2018. Estreia no MAAT o filme “Mulheres do Meu País”, e o filme de
animação com o mesmo nome, co-realizado com Tainá Maneschy, em 2020.


Estreou em 2021 a trilogia de documentários “Histórias das Mulheres do Meu
País” na RTP1. Prepara os documentários “Mulheres de Abril” para 2023, e
“Quem manda no Tempo” com o Teatro Griot. Ganhou o concurso do CNC
(Centre National du Cinéma Français) para apoio à escrita da longa de ficção
Trans Iberic Love, agora concluída, em fase de pré-produção. O livro que lhe
deu origem está esgotado, será reeditado em 2022. Terminou a sua 3ª longa-
metragem de ficção “Filme Sem Câmara” em 2021.

 

Activismo e cidadania

Fez uma crónica semanal na RDP Antena 1 intitulada : Este Tempo, sobre os novos movimentos sociais , 2010-2012.

 

Realizadora e activista, em paralelo com os filmes, realizou os vídeos de acções da Greenpeace, Women On Waves, Act Up Paris, Guerrilla, Existrans, em França, Holanda e Espanha. Realiza também os vídeos do Movimento 12 de Março M12M, Auditoria Cidadã e outros vídeos activistas.

 

É co-fundadora da ACADEMIA CIDADÃ. É co-fundador ado Movimento 12 de Março, M12M que organizou o protesto da “geração à rasca” a 12 de Março de 2011. Participou na fundação da Comissão de Auditoria Cidadã à Dívida pública, 2011.

Organizou com o M12M e vários movimentos a ILC Iniciativa Legislativa Cidadã.

Foi oradora e organizadora com o M12M e a Associação 25 de Abril das Conferências: Aprofundar a Democracia.

Co-fundadora do MPI Movimento de Igualdade no casamento para pessoas do mesmo sexo, 2008.

Foi directora de campanha do movimento Médicos Pela Escolha no Referendo de despenalização da Interrupção Voluntária Gravidez em 2007.

Faz parte da Comissão Organizadora do “Congresso das Alternativas Democráticas”.

Faz parte do C.Científico do 2º Congresso Feminista Português. Membro da Rede Internacional de Luta contra a Homofobia. Membro da Associação Médicos pela Escolha-MPE. É colaboradora da organização Women on Waves. É membro do Cena. É co-fundadora da Ponta-Associação Cultural e do ARTprotesters, colectivo de artistas.

Outras actividades

 

Leccionou como professora convidada nas Universidades Feministas, 2013.

Leccionou como professora convidada na FCSH Faculdade de Ciências Sociais Humanas um curso de verão intitulado “Estudos Queer”, 2011.

Leccionou como professora convidada Realização, Vídeo e Cinema Experimental e Projecto Artístico na ESAD.CR, 2009-2010.

Leccionou como professora convidada um seminário anual de Interpretação para Câmara no curso Superior de Teatro da ESMAE de 2003-2011.

Em Portugal, França e Espanha lecciona seminários de Formação de média para activistas.

Escreve para jornais, revistas e sites, como "Diário de Notícias", "Visão", "Le Monde Diplomatique", "Obscena". Escreve no blogue “5 dias”.

Frequentou o 5o ano do curso Direito da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra. Frequentou o Cursos de História e Estética do Cinema Português, na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra.